sexta-feira, 13 de maio de 2011

Histórias e Canções - Midir e Étaín

Saudações, caros aventureiros e viajantes de Elgalor! Aqui encontro-me mais uma vez para dividir com vós histórias e canções, e hoje trago-vos uma bela lenda celta que muito me agrada: a história do rei Midir e da bela princesa Etain.

Muitas são as versões desta história, mas contarei a vós aquela que julgo mais bela.

Midir, um rei dos Tuatha Dé Danann (povo da mitologia irlandesa que podemos comparar aos elfos, descendentes dos deuses da era pré-cristã céltica) era casado com uma fada de nome Fúamnach. Fúamnach, no entanto, era de natureza invejosa e vingativa; seu coração era negro pois era alimentado constantemente por sentimentos negativos e ela afastou-se da bondade.

E para infelicidade e ódio desta, um dia seu marido Midir, um belo e altivo rei, conheceu a fada Étaín, a mais bela donzela de todo o reino de Meath. Midir apaixonou-se profundamente pela bela e bondosa Étaín, e quis tê-la como esposa. Isso provocou a fúria de Fúamnach, que utilizou-se de magia e transformou Étaín em uma borboleta. Por anos, Midir procurou por sua amada em desespero; e embora ela voasse na frente de seus olhos para que ele pudesse vê-la, Midir não a reconhecia; assim Étaín permaneceu por anos, voando por reinos e terras diferentes e distantes.



Em uma noite, no entanto, Étaín descansava sua frágil forma de borboleta em uma janela, quando um forte vento a derrubou em uma taça de hidromel. A taça pertencia a uma rainha irlandesa, que, despercebida da linda borboleta em sua bebida, sorveu o líquido e Étaín para dentro de si. A rainha, dessa forma, engravidou, e assim Étaín nasceu uma princesa mortal na vasta Irlanda.

A beleza de Étaín continuava a mesma; muitos vinham de longe apenas para admirá-la e pedir sua mão em casamento. Mas foi a Eochad Airem que ela foi dada em matrimônio, naquela época, o rei supremo de toda a Irlanda. Assim, Étaín tornou-se rainha, mas ainda sentia um vazio em seu coração, como se algo lhe faltasse.

No Reino de Meath, contudo, o entristecido e solitário rei Midir ouviu falar da beleza extraordinária da rainha da terra dos mortais. Assim, ele foi até a Irlanda, e quando viu a esposa de Eochad Airem, imediatamente reconheceu sua amada.

Sem desistir dela, ele propôs a Eochad uma série de torneios. O rei da Irlanda era um guerreiro formidável, e venceu praticamente todos os embates, com exceção do último. Como prêmio por sua vitória, Midir pediu um beijo da rainha. Eochad, como havia prometido em zombaria que este poderia ser o prêmio caso Midir vencesse aquela batalha, concordou a contragosto.

Quando Étaín foi conceder o prêmio prometido ao vencedor, reconheceu seu amado das terras imortais. A surpresa da rainha deu tempo para que Midir transformasse os dois em cisnes brancos e pudessem fugir voando para o reino de Meath. O rei, no entanto, enfureceu-se e apelou para a honra de seu adversário. Midir, então, transformou várias mulheres à semelhança perfeita de Étaín, e pediu que sua amada se misturasse a elas sem que ele visse onde ela iria. Ele disse então ao rei Eochad que, se ele a amasse verdadeiramente, iria encontrá-la mesmo ali. O rei passou a procurar sua esposa, e, orgulhoso, apontou uma das Étaíns com grande certeza de que tinha acertado. No entanto, ele escolhera a própria filha, que se destransformou em sua frente assim que ele a escolheu.

Midir, então, aproximou-se da multidão de Étaíns e estendeu a mão para uma delas. Imediatamente, todas as outras se transformaram em suas formas originais, e então Étaín, a verdadeira, sorriu e foi-se embora com seu amado, aquele que ela havia conhecido no reino imortal e com quem ela viveria para sempre, aquele capaz de reconhecê-la pelo amor.


Trago-vos uma canção que foi feita por Enya inspirada neste conto que conheço desde pequena, a delicada Fairytale. Espero que apreciem!


Fairytale - Enya

3 comentários:

  1. Fascinante história!

    Excelente como as demais.

    ResponderExcluir
  2. Bela história, bem como a música q a acompanha...

    ResponderExcluir