segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

A Arte da Guerra dos anões de Darakar

“Força por números é caótica, desorganizada e frágil. Um pequeno batalhão bem treinado e disciplinado pode facilmente destroçar um exército inimigo cinco vezes maior. A verdadeira força está na qualidade, não na quantidade. Como meu povo já provou. Como nossos inimigos já sentiram.



Sim, somos um povo teimoso e orgulhoso. Porém, acima de tudo, somos um povo feito para a guerra.”


- Balderk I, Grande Rei dos anões.

Darakar é o maior reino anão de Elgalor, e produz os mais bem treinados guerreiros e estrategistas militares. Antes de estarem aptos a se aventurarem pelo mundo, é tradição neste reino que cada anão sirva de 10 a 15 anos no exército, afim de aprimorar sua perícia em combate, vigor e caráter. Aqui estão alguns dos ensinamentos transmitidos nas academias militares deste honrado povo nas palavras de seus generais:

1) Conhece teu real poder, teus irmãos de armas: Um guerreiro treinado é totalmente confiante. Contudo, a confiança verdadeira jamais surge de ilusões de superioridade ou da ignorância. Ela advém do conhecimento profundo sobre aquilo que podes e aquilo que não podes fazer. Quando um grupo de guerreiros adquire isso, eles podem começar a se considerar uma equipe.

2) Conhece teus inimigos: Na maioria das vezes, é possível conhecer a fundo contra o que se está lutando. Mantemos há séculos registros detalhados sobre gigantes, orcs e goblins, e este conhecimento é totalmente incorporado tanto no treinamento de nossos guerreiros quanto em nossas táticas de guerra. Conhecimento bem aplicado pode ser mais poderoso do que mil lanças.

3) Gastes recursos, não soldados: Espadas, machados, flechas e escudos são facilmente substituídos; a vida de um bom guerreiro não. É preferível gastar mil flechas e perder mil escudos para matar um único gigante do que perder um irmão de armas.

4) Lutes com um propósito unificado: Quando todos deixam de lado sua individualidade, e se unem em prol de um propósito maior, uma força avassaladora é produzida. Dois guerreiros anões lutando separadamente são capazes de matar vinte orcs, mas lutando juntos, os mesmos dois guerreiros matarão seguramente mais de cinqüenta orcs.

5) Combata em unidades pequenas e bem treinadas: Um grupo pequeno de guerreiros bem treinados e bem equipados é muito mais eficiente do que uma massa de soldados correndo e gritando, que será rapidamente destroçada por flechas ou magias. Como já foi dito antes, dez guerreiros disciplinados lutando juntos serão muito superiores a cem soldados dispersos no campo de batalha.

6) Estejas sempre pronto para lutar: A vigília constante é um preço pequeno a se pagar pela liberdade e pelas vidas de nossas famílias. Deves sempre estar com as armas e armaduras prontas, com teu corpo bem treinado e tua mente forte e resoluta. Sempre.

7) Destruas os inimigos mais fortes primeiro: Abata sempre os líderes e inimigos mais fortes antes. Com isso, os mais fracos perderão o foco e muitos podem simplesmente fugir. Com os ogros mortos, os orcs dispersarão e os goblins fugirão.

8) Lutes e vivas como um verdadeiro guerreiro:
Combata com honra, dignidade e disciplina. Honre teu clã e teus ancestrais no campo de batalha. Que teu escudo proteja ferozmente teus irmãos, e que teu machado destrua implacavelmente teus inimigos.

3 comentários:

  1. isso sim se parece com ensinamentos de anões!

    mto foda o blog! mesmo eu ñ gostando nada de D&D, da pa aproveitar qse tudo de Elgalor!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo elogio, prezados amigos. E sejas bem vindo ao mundo de Elgalor, lord Roudwolf.

    Fico feliz em saber que mesmo não gostando de D&D ainda pode aproveitar bem o material que disponibilizamos aqui.

    ResponderExcluir